quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Concluída subestação de energia de Suape


Nove milhões de pernambucanos serão beneficiados com a conclusão da subestação Suape II - a última etapa das duas novas subestações no Complexo Industrial Portuário de Suape, que também compreende a Suape III, cuja energização aconteceu no início de outubro. A rede irá abastecer grandes consumidores da região, entre eles a Refinaria Abreu e Lima (Rnest). O empreendimento vai gerar R$ 8,5 milhões de receita aos cofres da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), responsável pela instalação.

A energização na Rnest será iniciada em janeiro e passará por processo de testes durante dois anos - prazo que coincide com o término das obras da refinaria, previsto para 2014. De acordo com o assessor da Superintendência de Projetos e Construção de Transmissão, Paulo Castro, a subestação que irá atender a obra conta com nível de tensão de 500/230 Kv (duas linhas de transmissão em 500 kV, com 45 km de extensão; e duas linhas de transmissão em 230 kV, com extensão de 11 km), com potência de 600 MVA. É a primeira subestação nesse nível de tensão na região de Suape. O investimento da Chesf neste projeto está calculado em R$ 200 milhões.

“Já iniciamos o processo de duplicação desta capacidade instalada hoje, com a autorização da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), visto que a demanda é maior do que esta oferta”, antecipou. No caso de Suape III, o nível de tensão é de 230/69 Kv com potência de 200 MVA. Segundo Castro, também já existe autorização para aumentar sua capacidade em 50%. “Com essa conclusão, iremos aumentar a questão da confiabilidade e qualidade no suprimento das cargas energéticas dos consumidores da localidade”, afirmou, acrescentando que as duas novas subestações serão acopladas a grandes geradores térmicos.

Fonte: FOLHA PE