quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

ASSESUAPE e Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho articulam parcerias


Representando a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, os secretários José Severino Belo (Desenvolvimento Econômico e Turismo), e Dyego Lins (Executivo de Meio Ambiente), se reuniram nessa quarta-feira (30/01) com o presidente da Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário de Suape (Assessuape), Fernando Pessoa, e o gerente da Cereser, Luiz Augusto Wanderley, para iniciar o processo de formalização de parcerias com o município. O encontro aconteceu na sede da Secretaria de Desenvolvimento, no Centro.
Na ocasião, Fernando Pessoa solicitou o empenho da Prefeitura em apoiar as pequenas indústrias e os projetos de serviços que são terceirizados para as grandes empresas. “Atualmente demandas tais como o fornecimento de materiais elétricos, serviços de segurança, compra de parafusos dentre outros que são utilizados pelos grandes empreendimentos, muitas vezes são procurados fora do município”, comentou ele.
O presidente da Rede Assessuape também destacou que a associação tem todo o interesse em ajudar no desenvolvimento do município, gerando emprego e renda para os seus habitantes, e que para isso conta com a prefeitura e o envolvimento de todas as secretarias.
O secretário José Severino Belo reafirmou o compromisso do município em realizar o recadastramento de todos os pequenos empreendedores, bem como fazer o levantamento das áreas disponíveis para a instalação dessas indústrias de suporte, além de buscar meios e recursos para implementar cada vez mais a qualificação da mão-de-obra do cabense. “A ideia de segmentação das pequenas empresas é importante para se atrelar o desenvolvimento econômico ao desenvolvimento social. É importante que seja uma parceria bilateral onde haja a exigência de isenção fiscal por parte do município, mas haja também a contrapartida social oferecida pelas grandes empresas, por exemplo, na utilização da nossa mão de obra qualificada”, frisou.
O secretário Dyego Lins pontuou a necessidade das empresas manterem um compromisso social e ambiental continuado. “Para a prefeitura é indispensável o cadastramento do perfil socioambiental das indústrias instaladas ou que venham a se instalar no município, para que se mantenha o desenvolvimento sustentável para as próximas gerações”, finalizou.
Fonte: Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho