sábado, 5 de janeiro de 2013

Refinaria Abreu e Lima vai produzir diesel verde



A Petrobras lançou, no 1º dia do ano, o Diesel S-10 com baixo teor de enxofre para o Brasil. O combustível substitui integralmente o Diesel S-50. Desde 2005, a companhia investe na modernização do parque de refino para melhorar a qualidade dos produtos e otimizar a logística para atendimento do mercado interno. A construção da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), no Complexo de Suape, é parte dessa estratégia. Pelo menos 70% do processamento de petróleo da unidade será dedicado à produção de diesel e o combustível estará alinhado à onda verde do mercado.

A Rnest vai produzir Diesel S-10 para abastecer os mercados do Norte e Nordeste. Atualmente as regiões são atendidas por importação e em parte por produção nacional. Com capacidade para processar 230 mil barris de petróleo por dia, a Abreu e Lima será uma espécie de fábrica de diesel, como costuma brincar o presidente Marcelino Guedes. A previsão da Petrobras é que a unidade de refino entre em operação em novembro de 2014 e que até lá o empreendimento custe US$ 21,2 bilhões.

Entre 2005 e 2011 a Petrobras investiu R$ 38,5 bilhões para modernizar seu parque de refino e adequar a logística para atendimento ao mercado interno, dos quais R$ 19,6 bilhões foram aplicados na produção e movimentação do diesel de baixo teor de enxofre. Entre 2012 e 2016, ainda serão investidos outros R$ 27,2 bilhões na modernização das refinarias e adequação da logística. Desse total, R$ 20,7 bilhões serão usados no programa de qualidade do diesel.

Com a utilização do diesel de 10 ppm (dez partes por milhão de enxofre), o Brasil alcança o status da Europa no nível de emissões. Num passado bastante recente, municípios das regiões metropolitanas do País utilizavam diesel com emissão de 500 ppm. No interior, a situação era ainda pior, com o uso de combustível de 2.000 ppm.

Há 30 anos sem construir uma nova refinaria no Brasil, a Petrobras decidiu erguer a Abreu e Lima com conceito de sustentabilidade diferente do antigo parque de refino. Por isso ela vai processar o primeiro barril de petróleo de olho na produção do diesel verde. Além do teor de enxofre ainda menor, o novo Diesel S-10 tem número de cetano (medida de qualidade de ignição) 48 contra 46 do Diesel S-50 com benefícios de melhor partida a frio, redução de fumaça branca, redução na formação de depósitos e aumento da vida útil do óleo lubrificante que podem ser facilmente percebidos pelos motoristas. Esses benefícios também podem ser observados inclusive nos motores de tecnologia anteriores a 2012.

O Diesel S-10 está disponível em 5.900 postos de serviço, sendo mais de 2.400 postos da Petrobras. No lançamento do produto, 15 polos de venda vão abastecer os postos. A oferta será ampliada para 17 polos ao longo do primeiro trimestre de 2013. A lista completa de postos Petrobras que comercializam o Diesel S-10, que inclui também os pontos de venda do Flua Petrobras está disponível no site www.br.com.br. Em Pernambuco, 221 postos estão disponibilizando a venda do Diesel S-10 na capital e no interior.

Fonte: JC