terça-feira, 12 de março de 2013

Feira fecha parceria com petroquímica e associação das empresas de suape


A Feira de Fornecedores Industriais do Nordeste chega a sua 5ª edição, de 15 a 18 de abril, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda/PE, e fecha parceria com o Complexo Industrial Portuário de Suape, a Petroquímica, e a Associação das Empresas de Suape. O objetivo é atrair novas empresas fornecedoras de bens e serviços para Pernambuco, a fim de consolidar as cadeias produtivas de petróleo, gás, offshore, naval, energias renováveis, metalmecânica, elétrica e eletrônica e logística já instaladas no Estado.
O apoio de Suape e da Petroquímica possibilita a organização e a transformação do Estado em um polo provedor de bens e serviços para a indústria. Significa um estímulo a pequenas e médias empresas a despontarem como fornecedores de equipamentos e serviços ao parque industrial pernambucano, que, segundo Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas (Condepe/Fidem), apresentou aumento do PIB de 2,8% em relação a 2011, contra os 0,6% de média nacional das indústrias.
“A expectativa do Complexo Industrial Químico-Têxtil – PQS, formado pelas empresas Companhia Petroquímica de Pernambuco – Petroquímica Suape e Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco – Citepe é participar da FORIND NE no momento em que a principal planta de matéria prima inicia a sua operação, a unidade de PTA (ácido tereftálico purificado)”, aponta o gerente de Comunicação e Relações Externas da Petroquímica Suape, Cláudio Paula.
Segundo Cláudio de Paula, a FORIND NE também deve ser um canal de abertura de espaço para que as diversas áreas da empresa possam se relacionar e interagir com a cadeia de suprimento e de fornecimento, considerando os diversos públicos de interesse presentes na feira. A planta de ácido tereftálico (PTA) da Companhia Petroquímica de Pernambuco produzirá 700 mil toneladas/ano quando estiver operando em capacidade máxima. O PTA é a principal matéria-prima para a produção do poliéster têxtil, resinas PET, filmes fotográficos e para embalagens, além de fibras industriais usadas na fabricação de pneus, materiais e equipamentos para o setor elétrico, automotivo e indústria do petróleo.
A Associação das Empresas de Suape, mediante o projeto Suape Global – criado pelo Governo do Estado e Serviço Brasileiro às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) – trabalha para que os grandes empreendimentos tenham uma cadeia de fornecimento capacitada. “A ação para que isso aconteça chama-se encadeamento. Ou seja, é criada uma cadeia para que as empresas menores sejam aprimoradas visando o fornecimento das grandes”, explicou o diretor vice-presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco, FIEPE, Vikentios Kakakis.
Diante deste cenário de desenvolvimento, a FORIND NE se apresenta como um agente facilitador neste processo. A feira é o maior encontro de negócios industriais do Nordeste, promovido pela Reed Multiplus, empresa associada à Reed Exhibitions Alcântara Machado, a principal organizadora de eventos do mundo. São esperados 280 expositores, 45% a mais do que no ano passado, já que além das cadeias produtivas de energia, metal e mecânica e elétrica e eletrônica, a feira ganha um quarto segmento: o de movimentação industrial.
Serão investidos mais de R$ 1,5 milhão para a realização da feira, que deve atrair 11 mil visitantes qualificados. Em paralelo a 5ª FORIND NE, acontece a Mostra Sucroenergética do Nordeste (SUCRONOR), onde serão apresentados produtos, tecnologias e conhecimentos para a cadeia produtiva do setor sucroenergético.
Fonte: Algo Mais