terça-feira, 23 de abril de 2013

Navio pronto para ganhar os mares.



A Transpetro, subsidiária da Petrobras, e o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), localizado no Complexo Industrial Portuário de Suape, assinaram ontem o termo de entrega e aceitação do petroleiro Zumbi dos Palmares, o segundo navio construído pelo estaleiro pernambucano. O termo é uma espécie de escritura definitiva do navio, que passa agora à propriedade da Transpetro. A cerimônia que marca o início das operações vai ocorrer em maio.

Agora, o navio parte para a etapa de armação. Em março, o Zumbi dos Palmares seguiu para os testes de mar, etapa em que se conferem itens como a potência do motor, consumo de combustível e as condições operacionais do sistema. Sem precisar de alterações, a embarcação foi entregue à Transpetro. O navio é do tipo Suezmax, que possui 274 metros de comprimento, 51 metros de altura e capacidade para transportar um milhão de barris de petróleo.

Esta é a quinta embarcação do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) da Transpetro a entrar em operação. Ao todo, foram encomendados ao estaleiro pernambucano 22 navios, sendo dez petroleiros Suezmax. O primeiro navio entregue foi o João Cândido, que ganhou os mares em maio do ano passado, com mais de três anos de atraso na construção.

Devido a demora, a subsidiária multou o estaleiro e suspendeu os contratos de 16 das 22 embarcações encomendadas. Os contratos devem ser retomados agora, após a entrega do Zumbi dos Palmares.

Segundo dados da Transpetro, a indústria naval brasileira já tem hoje a terceira maior carteira mundial de encomendas de navios petroleiros e emprega 54 mil metalúrgicos. No começo deste século, em meio a uma grave crise, o setor naval oferecia menos de 2 mil postos de trabalho.

Fonte: Diário de Pernambuco