quinta-feira, 2 de maio de 2013

Arquivo Suape é lançado



O Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, presidido pela desembargadora Margarida Cantarelli, iniciou ontem um ousado projeto, chamado de Arquivo Suape. Trata-se da catalogação de documentos, imagens e depoimentos que discorram sobre a história do Complexo Industrial Portuário de Suape, considerado um dos principais polos de investimentos do País. O start do planejamento aconteceu junto ao seminário “Arquivo/Suape”, na sede do instituto, na Boa Vista.

“O projeto é a formação de um fundo documental de Suape, que não é um porto de Pernambuco, porque extrapola as fronteiras do Estado”, afirmou o coordenador do projeto, Paulo Maranhão, reiterando que a documentação nunca terá fim, uma vez que “Suape não terá fim”. “Nossa intenção é a de adquirir informações para que daqui a 100 anos, por exemplo, as pessoas possam ter acesso às histórias do porto, para que elas não se percam com o passar do tempo”, completou.

Para Margarida Cantarelli, o Arquivo Suape dá continuidade à proposta do instituto. “Há 151 anos desempenhamos um papel repositório do nosso passado, mas também da nossa história mais recente, como é o caso de Suape, nosso objeto de estudo. Daqui uns anos muita coisa estará perdida”, comentou. Na ocasião, também foi lançada a edição número 65 da revista do instituto, que começou a

Fonte: Folha PE