terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Reunião discute desmobilizações em Suape.


A desmobilização dos mais de 40 mil trabalhadores da obra da Reefinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial Portuário de Suape, volta a ser discutido pelo Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT/PE). Terça-feira (28), será realizada mais uma reunião do Fórum para Recolocação de Mão de Obra de Suape e questões afins (Remos). Para a ocasião, foram convocadas autoridades públicas e representantes das empresas e dos sindicatos envolvidos no processo. A reunião acontece, às 14h, no Ministério Público do Trabalho (MPT).

Na ocasião, o MPT irá entregar uma notificação recomendatória onde serão indicadas as possíveis condutas a serem adotadas pelas partes. O teor do documento deve variar, conforme a parte, e será norteado com base na análise dos dados entregues pelas empresas e autoridades no último encontro, realizado no dia 11 de dezembro do ano passado. Na ocasião, foram passadas informações relativas ao histograma das obras, aos contratos e àprevisão de execução de obras públicas e privadas. 


O MPT também espera que representantes dos municípios de Recife, Cabo, Ipojuca, Ribeirão, Moreno e Jaboatão dos Guararapes, deem um retorno sobre as propostas de criação de centrais municipais de homologação, para apoio local dos trabalhadores. Por fim, o Governo do Estado deve complementar as informações com relação às obras públicas e privadas em andamento no estado, sendo elas uma possibilidade de alocação da mão-de-obra dispensada da refinaria.


Fonte: Pernambuco