terça-feira, 24 de maio de 2016

Suape apresenta potencial de exportação para empresários e agricultores

 
Com possibilidade de conexão com portos de todo o mundo, águas profundas e localização geoeconômica privilegiada no Nordeste do Brasil, o Porto de Suape vem investindo cada vez mais no seu potencial exportador. O atracadouro, que já é referência no envio para o exterior dos carros das grandes montadoras instaladas em Pernambuco, agora está investindo em outro seguimento, o agronegócio frutícola.
Para apresentar a estrutura que tem a oferecer para conquistar novos parceiros, o Complexo Industrial Portuário de Suape participará da 26º edição da Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri), que acontecerá de 25 a 28 de maio em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O evento, voltado para empresários e agricultores familiares da região, é realizado pela Câmara de Fruticultura e Sindicato da Agricultura Familiar e é considerada a maior vitrine do agronegócio frutícola da região.

A feira surge como principal porta de entrada para a troca de contatos entre os investidores de várias regiões brasileiras. Em 2016, a região do Vale do São Francisco aumentou a exportação de frutas em quase 121%, comparado ao mesmo período de 2015. As frutas estão sendo vendidas para Europa, Ásia e Estados Unidos. A expectativa para o coordenador da Câmara de Fruticultura Irrigada do Vale do São Francisco, Jailson Lira, é que a exportação melhore ainda mais no segundo semestre deste ano. “O dólar do ano passado para cá deu uma melhora significativa e isso tem animado os produtores para se prepararem com as suas áreas para fazer um maior volume de exportação”, explica Lira.

Ao longo de 2015, o Porto de Suape embarcou 1 milhão de toneladas de cargas exportadas. Os países que mais receberam produtos foram Antilhas Holandesas, Holanda, Argentina, Itália e Espanha. Com estrutura adequada para exportar todos os tipos de mercadorias, as cargas conteinerizadas estão entre as principais mercadorias exportadas que saem de Suape. Hoje, o Porto conta com um total de 899 tomadas reefer em terminais alfandegados, possibilitando a movimentação de container reefer - equipamento refrigerado utilizado para o carregamento de cargas perecíveis.
Fonte: Porto da Gente